terça-feira, maio 28, 2024
Home Blog Page 3

Outro legado de Chadwick Boseman

A morte do ator Chadwick Boseman, o Pantera Negra do Universo Cinematográfico da Marvel, aos 43 anos, após sua luta privada contra um câncer de cólon, pegou a todos de surpresa e causou grande comoção desde seu anúncio, na noite de sexta-feira.

A interpretação de Boseman do maior herói negro dos quadrinhos se tornou icônica, o filme bateu recorde de bilheteira e, o mais importante, a representatividade de seu Pantera Negra extrapolou a tela do cinema para servir de inspiração e afirmação para crianças, jovens e adultos em todo o mundo.

Por que os podcasts viraram mania?

Nesta terça-feira (25), Alexandre Maron, jornalista e podcaster de primeira hora, publicou no site da revista GQ o texto 6 razões que explicam por que os podcasts viraram mania. Maron apresenta a lista destacando que os podcasts “nos últimos anos, ganharam mais e mais espaço na vida das pessoas, principalmente nos grandes centros urbanos”; E isso se deve ao uso dos smartphones e à rotina cada vez mais corrida e que favorece o consumo de conteúdo em áudio.

Veja os motivos listados pelo Maron:

Posição Zero no Google: o desafio de chegar, o desafio de permanecer

Já escrevi aqui no Primeiro Digital sobre a satisfação de colocar um conteúdo na primeira posição nas buscas do Google. Tem sido um dos meus objetivos no meu trabalho com fornecedor de conteúdo para agências digitais, atendendo clientes dos mais variados segmentos, o que torna o desafio da redação e edição SEO ainda maior.

Trump boiando na capa da revista Time: uma capa, dois impactos

Como a Covid-19 mudou tudo nas Eleições 2020. Essa é a reportagem de capa da nova edição da Time, uma das mais influentes publicações do jornalismo mundial. A imagem usada mostra o presidente Donald Trump tentando chega à Casa Branca em um mar (com jeito de tsunami) repleto de coronavírus.

Mas tão impactante quando a capa – com o tema A eleição da praga e a ilustração -, é o vídeo que a Time compartilhou em sua conta no Twitter para divulgar a nova edição.

Dicas para planejar a cobertura e a apuração dos votos para as Eleições 2020

A ServerDo.in, que hospeda o Primeiro Digital e atende mais de 90 sites/portais de notícia, lançou um conteúdo especial para a cobertura e apuração em tempo real das Eleições 2020. É um post bem completo para ajudar no planejamento do trabalho relacionado ao pleito deste ano, inicialmente previsto para outubro, mas adiado para novembro (dias 15, primeiro turno, e 29, segundo turno).

A convite da ServerDo.in colaborei com o material escrevendo o trecho que fala sobre o acompanhamento do processo eleitoral, a partir da minha experiência nas coberturas, inclusive tem a empresa como parceria, na época em que comandava a equipe digital do Grupo RIC (hoje ND; foto abaixo).

Cutucadas na disputa entre NSC Total e ND+

No episódio 10 do podcast agente POD, sobre novidades no Jornalismo Digital em Santa Catarina, comentei e toquei o áudio do vídeo promocional lançado pelo Grupo ND por ocasião do lançamento do novo layout do portal ND+.

agente POD | Ep. 010 – Novidades no jornalismo digital em Santa Catarina

Neste episódio, o novo layout do portal ND+ (www.ndmais.com.br) e a alfinetada na concorrência em vídeo promocional. E O Município (www.omunicipio.com.br) de Brusque, bate recorde de audiência no primeiro semestre de 2020. O diretor de jornalismo e operações, Andrei Paloschi, fala como o localismo ajuda no crescimento da audiência.

Ouça no Spotify.

Disponível nos tocadores Anchor.fm, Spotify, Google Podcasts, Breaker e Radio Public.



 

Atualizações do Primeiro Digital via Telegram

O Primeiro Digital está no Telegram. Receba alertas de conteúdos sobre jornalismo e marketing digital. Busque por “primeiro digital” no aplicativo ou clique em https://t.me/primeirodigital para entrar.

Em tempo: O envio de atualizações pelo WhatsApp continua. Siga as instruções para recebê-las.

agente POD | Ep. 009 – Jornalismo investigativo e O uso de dados no Jornalismo

O assunto deste episódio do agente POD é Jornalismo investigativo e o uso de dados no jornalismo. Você ouve os melhores momentos da conversa com o jornalista Fábio Bispo, transmitida no último dia 11 de junho no Instagram do Primeiro Digital (@primeirodigital).

Bispo é co-autor da reportagem do ano em Santa Catarina sobre a compra fraudulenta de respiradores para tratamento de pacientes da Covid-19, publicada no The Intercept Brasil (leia aqui).

Produzida em parceria com o colega Hyury Potter, a reportagem  deflagrou ações do Ministério Público, motivou abertura de CPI na Assembleia Legislativa e resultou inclusive na prisão do ex-secretário da Casa Civil (e o assunto continua rendendo em mais uma reportagem da dupla publicada nessa semana no The Intercept Brasil).

Mas além do jornalismo investigativo, Bispo também tem atuado no jornalismo de dados. Ele está à frente da coleta e atualização dos números sobre a Covid-19 em Santa Catarina, em projeto desenvolvido via CatarinaLab para o portal ND+, como destacando em post do Primeiro Digital.

Bispo teve uma longa carreira no jornal Notícias do Dia, sempre focado em reportagens investigativas de grande repercussão (a série sobre o Esquema 138, que mostrou falcatruas no serviço de táxi em Florianópolis é um exemplo). Após a saída do ND, ele passou a produzir reportagens para diversos veículos como Estadão e The Intercept Brasil.

Ouça no Spotify.

Disponível nos tocadores Anchor.fm, Spotify, Google Podcasts, Breaker e Radio Public.

Primeiro Digital convida: Fábio Bispo

O jornalista Fábio Bispo é o convidado da estreia do projeto Primeiro Digital convida, nesta quinta (11), ao vivo, a partir das 20h30, no Instagram Stories do Primeiro Digital (@primeirodigital).

Veículos se unem para coletar e divulgar dados sobre a Covid-19

As reações para a tentativa do Palácio do Planalto e do ministério da saúde de esconderem dados sobre a Covid-19 ganham um novo reforço: Folha de S.Paulo, UOL, O Globo, G1, Extra e O Estado de S.Paulo firmaram uma parceria e vão juntos coletar e dar publicidade para os números de infectados e mortos em decorrência do coronavírus em todo o Brasil.

Informação é vida: A importância dos dados sobre a Covid-19

A divulgação de dados sobre a Covid-19 tem grande importância do ponto de vista da gestão de uma das maiores tragédias sanitárias da humanidade. É o que deveria em tese nortear as ações de prevenção (como número de leitos e UTIs) e de combate ao novo coronavírus (impor quarentena, apertar o isolamento, conter a aglomeração de pessoas).

Na prática, também é um argumento poderoso para meter “cagaço” nos parentes e amigos que estão se coçando para retomar a vida “normal”. Se a curva ainda não está em queda, está longe disso aliás, a ordem é ficar em casa.

Mas não é assim que pensam (se que é pensam) o Palácio do Planalto e os militares não-médicos que ocupam o ministério da Saúde.

Vídeo: Repassar fake news é coisa de mazanza!

O Zeca bate na trave quando tenta explicar o significado de uma montoeira de “ismos”. Mas quando o Maneca quer entender o que é fake news, o Zeca é tão certeiro quanto os olheiros da pesca da tainha aqui em Florianópolis. Explicação mais clara sobre o que são notícias falsas, impossível, não tem? Ispia no vídeo do Dezarranjo Ilhéu.

Sobre o Dezarranjo Ilhéu

Dezarranjo Ilhéu é uma loja especializada em produtos (ilustrações, caneças, camisetas, quadros…) que valorizam a cultura e os costumes de Florianópolis, a cultura do manezinho da Ilha com suas expressões típicas – como o mazanza usado no título deste post – e seu sotaque inconfundível.

As animações publicadas no YouTube alcançam grande sucesso nas redes sociais e ajudaram a tornar o Dezarranjo Ilhéu também uma referência no humor a partir de situações comuns no dia a dia de quem é de Floripa (como é o meu caso).

Conheça a loja (e compre!): www.dezarranjoilheu.com.br

Assista aos vídeos no YouTube.


P.S.: Mazanza quer dizer tanso.

P.S.: Tanso quer dizer tolo.

 

Floripa Centro: Site hiperlocal provoca ação do Ministério Público e pauta mídia tradicional

Uma reportagem do Floripa Centro, site hiperlocal e independente com foco em notícias e histórias da região central de Florianópolis, ganhou destaque nesta semana por trazer uma denúncia grave relacionada à pandemia do coronavírus: a medição da temperatura das pessoas na entrada de supermercados,shoppings e igrejas seria uma farsa.

Chega de financiar quem produz e espalha fake news

O que não falta na internet é site e blog criados exclusivamente com o objetivo de gerar lucro com anúncios tipo os do Google AdSense e de programas de afiliados. Não é uma prática nova, mas é também o que está na base financeira da maioria dos canais que produzem e compartilham fake news no Brasil e no mundo.

Como geralmente os anúncios são veiculados de modo automático, conforme configuração do proprietário ou da agência que compra parte do inventário de audiência, é sempre uma tarefa complicada barra esse tipo de ação. Mas é possível, como prova um movimento que atua para contatar anunciantes sobre a presença das marcas em sites e blogs de notícias falsas. E os resultados da ação já são vistos aqui no Brasil.

Coronavírus: Carta dos profissionais da saúde contra a infodemia nas redes sociais

“Neste momento, além da pandemia da Covid-19, enfrentamos também uma infodemia global, com desinformações viralizando nas redes sociais e ameaçando vidas ao redor do mundo”. Assim começa a carta assinada por profissionais da saúde do Brasil e de outros 16 países e que tem como destinatários os executivos das principais redes sociais do mundo. O documento, divulgado na plataforma Avaaz, cobra ações mais severas para conter a circulação de informações falsas sobre o coronavírus.

Leia a seguir a íntegra da carta que está recebendo assinaturas de profissionais da saúde.

As capas que “falam”

Manchetes de sites e portais de notícias correm pelas redes sociais via links compartilhados, mas também em forma de prints (.jpg) acompanhados de elogios e críticas. Mas não há como negar o impacto causado pelas capas das edições impressas dos jornais no Twitter, Facebook e afins nestes tempos de pandemia na saúde e pandemônio na política.

Praticando a curadoria de conteúdo no Spotify

Uns dois anos atrás, acho, fui entrevistado pela jornalista Sicília Vechi sobre curadoria de conteúdo a partir da experiência que tive no Rock SC, a videoteca das bandas de Santa Catarina que atualizei por 3 anos. Basicamente, era um projeto baseado em pesquisa e organização de clipes em uma única plataforma em vez de espalhados pelo YouTube com o propósito de ampliar a divulgação da produção musical do estado.

Lembro de ter dito para a Sicília que curadoria de conteúdo, na minha visão, tinha que ter um propósito e ser bem embalada. Acho que estava querendo dizer que tinha que ter um storytelling para se diferenciar de um amontado de prints para dizer que tal assunto repercutiu nas redes sociais.

Como estamos em quarentena e eu, como saudades de praticar meu conceito de curadoria de conteúdo, surgiu 31 Versões, uma curadoria de música que reúne no Spotify playlists com versões em português de grandes sucessos estrangeiros.

Pós-pandemia: O que pode mudar no jornalismo digital

Inevitável enfrentar um momento tão extraordinário quanto este da pandemia do coronavírus sem pensar em como será a vida depois que tudo isso passar (até que haja uma vacina para a Covid-19). Tempo é o que não falta para refletir sobre aquilo que nos cerca no dia a dia em família e também no universo profissional em que transitamos – no meu caso, o do jornalismo digital e o do marketing digital para empresas.

É sobre isso o que escrevo a seguir: O que pode mudar no jornalismo digital? Sobre marketing digital pós- pandemia, meus apontamentos estão publicados no blog da agência Infomídia, aqui de Florianópolis, no post Presença Digital: Como (re)aproximar empresa e clientes.

O melhor na cobertura da pandemia

Abri no Instagram do Primeiro Digital um template para saber o melhor na cobertura da pandemia no jornalismo online. Pergunto para os seguidores do @primeirodigital qual o melhor portal de notícias, melhor site local, melhor blog (ou coluna online), melhor podcast e melhor usuário de rede social no compartilhamento de informações, dados e opiniões.