Fotos de Geddel escolhidas a dedo para ilustrar publicação de notícia

Padrão

Em outubro de 2015, escrevi no Primeiro Digital um post sobre “As caras de Cunha”, abordando a questão das fotos escolhidas para ilustrar as reportagens sobre a descoberta da conta na Suíça do então presidente da Câmara dos Deputados. O título já trazia uma brincadeira com o assunto porque a maioria dos sites escolheu uma foto onde o deputado aparece com cara de…“ops, deu ruim”. Escrevi naquele post:

Continue lendo

O clicRBS ainda existe e em Santa Catarina agora tem novo nome

Padrão

O Portal Making Of publicou nota nesta quarta-feira (6) informando que o logo do portal clicRBS mudou na versão para Santa Catarina por causa da venda dos veículos da RBS em Santa Catarina para o grupo que desde o dia 15 de agosto é oficialmente chamado de NSC Comunicação. A mudança no logo é lógica: saiu o RBS e ficou só o “clic”.

A surpresa maior talvez seja a própria menção ao portal. Por n motivos, o clicRBS foi sendo enxugado e perdendo sua razão de existir por causa dos movimentos principalmente dos jornais do grupo RBS (Zero Hora e Diário Catarinense). Era uma estrutura independente, ao mesmo em que era guarda-chuva digital dos demais veículos. Por isso, a expectativa é que, a partir desta mudança visual, o portal renasça, volta a ser referência.

Continue lendo

Jornal de Itajaí vai direto ao ponto no título

Padrão

Depois da criatividade do editor do GloboEsporte.com no título do Jesus, aplausos para o Diário do Litoral, o popular Diarinho, de Itajaí (SC). Um diretor do time do Marcílio Dias afirmou ao vivo numa transmissão no Facebook que o “avião do Marcílio Dias não precisa cair pra formar esse time uma potência”, numa referência à tragédia da Chapecoense. O editor do Diarinho não teve dúvidas e foi direto ao ponto, como é característico do jornal, no título da notícia sobre a declaração.

Continue lendo

Quem disse?

Padrão

O site Olhar Digital publicou na manhã desta sexta-feira uma notícia com um título preocupante para os fãs de música:

Decisão da Justiça deve encarecer o Spotify no Brasil

Cliquei e fui ler o texto, preocupado. E ok, entendi que a decisão do Superior Tribunal de Justiça a favor do Ecad é péssima para o meu bolso. Mas o que me deixou intrigado foi o título que o Olhar Digital usou.

Continue lendo

Se não interessa essa notícia…

Padrão

Ótima chamada do jornal Município Dia a Dia, de Brusque, no Facebook. Destaca uma fofoca, mas lembra que, caso o assunto em questão (namorado de Ellen Roche) não seja do interesse do leitor, o site tem outras notícias. Saída criativa para nem dar tempo do comemtarista de Facebook, que entende tudo de jornalismo, sacar o teclado para atirar.

Parabéns aos colegas do Município.

Curta no Facebook: www.fb.com/municipiomais

Como nos melhores momentos do “Jornal da ImprenÇa”

Padrão

Durante muitos anos o grande sucesso da revista Imprensa, inclusive em sua versão televisiva, era a coluna “Jornal da ImprenÇa”, editada pelo jornalista Moacir Japiassu, que reunia as melhores e mais divertidas gafes cometidas por veículos de todo o Brasil. Japiassu morreu em novembro do ano passado, mas ontem e hoje deve estar dando risada pelo o que viu em destaque no portal da revista Imprensa: duas grandes gafes em plataformas digitais de gigantes da mídia brasileira.

Continue lendo

Pecados na hora de publicar o texto do impresso no digital

Padrão

As equipes estão reduzidas na redações e as tarefas de repórteres e editores foram multiplicadas. Mas na hora de levar o conteúdo de um veículo impresso para o formato digital, é preciso um olhar atento para evitar alguns “pecados”. Não tem coisa pior para um leitor – e eles estão sempre cheios de razão na internet – do que encontrar um conteúdo apresentado de forma desleixada.

Se não há uma equipe dedicada ao digital, o que ocorre geralmente é um copia e cola (quando as plataformas não estão integradas) e o editor do impresso dá o “publicar” em meio a outras tarefas. Ou, então, a prioridade é dada para o texto do impresso e o digital é mera formalidade. Assim, ainda hoje, mesmo que o interesse pelo conteúdo digital tenha crescido, é comum encontrar alguns dos “pecados” listados a seguir.

Continue lendo