Canais esportivos ainda não desistiram do Twitter

Padrão

por ALEXANDRE GONÇALVES

O SporTV e a ESPN vivem em um mundo digital à parte. As duas ainda usam o Twitter como ferramenta para interação com seus telespectadores, mesmo com a rede social cada vez mais tóxica e infestada de robôs e fake news. É o conceito da segunda tela que ainda resiste nos dois canais que chamam a participação e exibem comentários na tela.

A exibição no Redação SporTV (foto) é 100% raiz. O apresentador Marcelo Barreto, o “tiozão da internet”, como se auto-define, pareia o celular e a tela do Twitter vai pro ar. O filtro das mensagens é feito diretamente na redes social. A seleção é simples: Barreto e equipe marcam os tweets mais interessantes com uma curtida e é esta a coluna que é mostrada na TV.

Os tweets não são apenas opinativos. O público ajuda a fazer o programa compartilhando informações que tiram dúvidas ou complementam o papo entre Barreto e seus convidados.

Nos programas da ESPN, são criadas e divulgadas hashtags (tipo #linhadelargada, #linhadequinta, usadas nas edições do debate Linha de Passe). As mensagens são selecionadas e exibidas ou no rodapé ou numa arte de tela cheia, e não na tela do Twitter.

O curioso é que o assunto futebol está entre os que mais geram posts odiosos tanto quanto política. Por isso, para quem é dazantigas, é bom ver que o Twitter ainda tem serventia e SporTV e ESPN driblam haters e afins para agregar e contemplar a participação dos telescpectadores. #BolaDentro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *