“Internet não matou o papel, que existirá, no mínimo, por mais 50 anos”

Link

O professor José Luis Orihuela, da Universidade de Navarra, está lançando o livro “Los medios después de internet”. E em entrevista ao site Noticias de Álava, ele analisa a importância da internet no jornalismo e no trabalho do jornalista e também o futuro dos veículos impressos. Perguntado se o papel desaparecerá, Orihuela responde que este discurso é uma falácia.“Se trata de uma dinâmica de acumulação de mídias não por subsituição”.

Leia a entrevista completa no Noticias de Álava.

Saiba mais sobre o livro.

Dica de Vandeck Santiago no Grupo #Masterianos (formado por alunos e professores do Master em Jornalismo do IICS)