A turma da latinha que sacou o que é “primeiro digital”

Padrão

por ALEXANDRE GONÇALVES

Acompanho pelo Twitter, via lista, o trabalho dos repórteres das rádios Guarujá e CBN-Diário, de Florianópolis, que cobrem o dia a dia de Avaí e Figueirense e que antecipam pelo microblog informações que ainda não foram ao ar na programação de esporte e nas transmissões de jogos de suas respectivas emissoras.

No início da madrugada desta quarta-feira (22), o repórter Eduardo Fernandes, setorista do Avaí na Guarujá, deu mais uma amostra que a “turma da latinha” sabe que transmitir a informação é prioridade independentemente da plataforma. Ou seja, sacou o que é “primeiro digital”.

Fernandes, mesmo de folga, foi ao Aeroporto Hercílio Luz e cobriu com exclusividade a chegada do zagueiro Emerson, que está acertando seu retorno para o time do Avaí. Não havia nenhum programa de esportes no ar e a entrevista só será veiculada no programa das 11h desta quarta. Mas Fernandes fez o que um repórter deve fazer: não dormiu com a informação. Postou foto e vídeo em sua conta no Twitter registrando a chegada e as primeiras palavras do jogador, que é ídolo da torcida avaiana.

 

 

 

O que o Eduardo Fernandes fez também contribui para levantar outro tema. O rádio segue sendo um veículo importante pela agilidade e ampliou seu alcance por conta da internet – mesmo o rádio AM, em vias de ser substituído pelo FM, e vendo a venda de smartphones crescer mais que a de Moto-Rádio…

Mas dentro do universo digital, o rádio tem um grande concorrente: o compartilhamento de informações nas redes sociais. E aí a turma do microfone tem que ser mais ágil que um tweet, um post no Facebook ou um recado em grupo de WhatsApp distribuído pelo usuários. Ou correr atrás e buscar caminhos para encorpar uma informação que já está na “praça”.

Você sabe o que o leitor quer?

Neste contexto, o que o Eduardo Fernandes fez foi um golaço no campo do adversário. Ganham os torcedores. E ganha ele e a Guarujá já que as imagens do profissional e da emissora estão associadas e o que ele publica na rede social leva junto a marca e o trabalho que faz no veículo onde atua. O microfone com a canopla da rádio não está ali por acaso…

Siga o Eduardo Fernandes no Twitter: @eedufernandes

Siga também os demais setoristas de Avaí e Figueirense:

Fabiano Linhares (CBN-Diário): @fabianolinhares
Janiter Decordes (CBN-Diário): @decordes
José Henrique Koltermann (Guarujá): @JoseKoltermann
Marcelo Peligrinoti (Guarujá): @MPellegrinotti

Siga Primeiro Digital:

Twitter: @PrimeiroDigital

Facebook: fb.com/PrimeiroDigital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *