WhatsApp: O estrago vai além das fake news

charge Zé Dassilva Pinóquio Zap
Padrão

A charge do meu amigo Zé Dassilva, que está no Diário Catarinense de hoje, é precisa na referência à reportagem da Folha de S.Paulo sobre o uso de caixa 2 do candidato Bolsonaro para disparo de mensagens falsas pelo WhatsApp. Acredito que o (mau) uso do aplicativo de mensagem traz prejuízos enormes à democracia, mas provoca estragos também no meio digital, especialmente nos veículos regionais, de menor porte.

Continue lendo

Como funciona a produção de fake news e como o comportamento na rede social ajuda na propagação

Padrão

Em março, produzi uma série especial sobre fake news para o jornal Notícias do Dia, de Florianópolis. As reportagens trataram de diferentes aspectos relacionados ao assunto, desde a origem e o compartilhamento até as formas de combate (pela via legal e pela mudança no comportamento), passando também pelo papel do jornalismo e do jornalista como antídoto contra a propagação das notícias falsas.

Uma das fontes que participam da série é a professora e consultora especializada em mídias sociais, Luciana Manfroi, que tem sempre ótimas observações a respeito do mundo digital em seu Facebook, blog e agora também na coluna semanal que passou a assinar no OCP News de Florianópolis. Recomendo (dica de leitura).

Reproduzo abaixo, as respostas esclarecedoras que a Luciana deu para perguntas que contribuíram bastante para o “debate” sobre o assunto que tive a satisfação de mediar com série (grato ao Luís Meneghim, diretor de conteúdo do Grupo RIC pelo convite). Confira.

Continue lendo

Conteúdo colaborativo: O desafio de entender o público para receber o que se quer

Padrão

A Globo está com um mico na mão: a campanha O Brasil que eu Quero. E não é só pela quantidade exagerada de vezes que o vídeo “tutorial” foi exibido nos telejornais nacionais e regionais da emissora. Mas pelo resultado da ação. Os poucos vídeos enviados pelo G1 estão longe de seguir o roteiro proposto pela Globo. Ok, o celular está deitado (na horizontal), mas o cenário não é o ponto turístico que representa a cidade. O cenário é o lixão, a obra inacabada, a estrada esburacada… Era isso que a Globo queria mostrar?

Continue lendo

Reportagem destaca papel da internet na relação com os ouvintes

Padrão

“Interatividade sem fronteiras marca convergência do rádio com a internet” é o tema da quarta reportagem da série A Força do Rádio de Santa Catarina, que criei e estou produzindo para o Portal Making Of, especializado em comunicação. Nesta reportagem, construída a partir da experiência de radialistas e executivos de rádios catarinenses, são evidenciados os fatores que fazem da internet um forte aliado para o estreitamento da relação com os ouvintes.

Continue lendo

Sobre o uso do WhatsApp no jornalismo

Padrão

É a ideia de incorporar o público a um jornalismo cidadão, baseado num conteúdo compartilhado. O público deixa de ser apenas consumidor para ser coprodutor da notícia, chamando a atenção para algo que está acontecendo. Assim, ele está ampliando, de alguma maneira, a sua voz. O WhatsApp se tornou mais um canal para o público fazer valer sua questão, repercuti-la e, muitas vezes, ver um problema resolvido. Esse é o maior motivador da participação.

(Vinícius Andrade Pereira, professor da Faculdade de Comunicação Social da Uerj e diretor do ESPM Media Lab, em reportagem em O Globo sobre o uso do WhatsApp pela editoria Rio do jornal. Pereira diz que o leitor tem cada vez mais a possibilidade de fazer sua voz ser ouvida e divulgada. A reportagem está no site de O Globo, mas o acesso pode bater na trave por causa do paywall).

Evento para jornalistas marca lançamento do Instituto Catarinense de Direito Digital

Padrão

No próximo dia 4 de agosto, acontece em Florianópolis o 1º Meetup de Direito Digital e Comunicação, evento que marca o lançamento do Instituto Catarinense de Direito Digital. O ICDDigital, presidido pelo advogado José Vitor Lopes, especialista em direito digital (que já marcou presença aqui no blog), nasce com o objetivo de compartilhar conhecimento e boas práticas na internet. O Primeiro Digital apoia a iniciativa e será canal para a divulgação dos eventos do instituto, além de contribuir para temas de palestras e outras ações.

O evento do dia 4 é gratuito será voltado para jornalistas. As vagas são limitadas e podem ser feitas no endereço http://bit.ly/ICDDmeetup (restam poucas vagas!).

Junto com a apresentação do ICDDigital, serão realizadas duas palestras:

Boas práticas no Jornalismo Digital, com José Vitor Lopes
– Investigação, fontes na era digital nas Eleições
– Como mitigar conflitos em matérias de alto impacto
– Bloqueio de Aplicações e o Marco Civil: Whatsapp e a Justiça Brasileira.

Panorama Legal – Internet, Sociedade e Direito, com Guilherme Trilha Philippi
– Marco Civil da Internet e Regulamento
– CPI dos crimes cibernéticos e projetos de lei
– Riscos à Privacidade

Serviço

1º Meetup de Direito Digital e Comunicação
4 de agosto, 19h30
Auditório do Centro Executivo Imperatriz, na Liberato Bittencourt 1885, Estreito.
(48) 3364-3528
contato@icddigital.com.br
Siga no Facebook: www.fb.com/icddigital

Hora de filtrar melhor as participações pelo WhatsApp

Padrão

Pelo jeito não tem volta: o WhatsApp tomou conta do espaço como principal canal de interação com o público, principalmente no caso das rádios. E pouco importa o risco de depender de uma ferramenta de terceiros, ficando sujeito a regras e punições que podem prejudicar seu uso. O que está faltando de verdade agora é que sejam adotadas melhores práticas para que as participações tenham relevância, contribuam de fato para o conteúdo da programação e não sirvam apenas para encher linguiça.

Continue lendo

Do UOL: Whatsapp bane envio de notícias do UOL e prejudica 240 mil pessoas

Padrão

 

Primeiro, o Extra. Agora, foi o UOL que teve o envio de notícias banido pelo WhatsApp. Segundo o portal, já eram 240 mil leitores inscritos no serviço, que começou distribuindo notícias dos principais times de futebol do Brasil e que na semana passada também inclui conteúdos de outras editorias e colunas – o que deve ter despertado o alerta no WhatsApp.

Continue lendo