O meme da vez: Opiniões impopulares (e sinceras) sobre jornalismo digital e marketing digital

Padrão

por ALEXANDRE GONÇALVES

Algumas verdades precisam ser ditas. É esse o propósito do novo meme que está rolando no Twitter que convida os usuários a compartilhem cinco opiniões impopulares sobre diferentes assuntos. Música, futebol, gastronomia, cinema

Entrei na onda e compartilho (com coragem) cinco opiniões sobre os dois temas principais do Primeiro Digital. Não me xinguem, mas se quiserem, abram o coração também nos comentários ou nas redes sociais marcando o @primeirodigital no Twitter ou no Instagram (ou use a hashtag #OpiniãoDigital).


Clique para abrir a imagem

Cinco opiniões impopulares sobre jornalismo digital

1 – Site que quer dar tudo e não segue um foco editorial (local, de preferência) só vai conseguir atrair “moscas”…

2 – Em muitas situações, o WhatsApp mais polui e atrapalha do que ajuda programas de rádio.

3 – Conteúdo do tipo “quebra internet”, “viraliza” e afins não serve pra nada (quem vê a manchete está online e já viu a “notícia” nas redes; pior ainda é cobrar acesso por esses conteúdos).

4 – É muita burrice um veículo produzir conteúdo para o Facebook e YouTube (tipo lives) e não ter uma estratégia comercial para isso (entrega o ouro pro inimigo…).

5 – Pessoal continua mais preocupado em mexer em layout de site e jornal (mania de jornalista) do que entender os novos hábitos de consumo de notícias (o que gera interesse, a rotina de busca por informação e a recompensa que se deseja obter).


Clique para abrir a imagem

Cinco opiniões impopulares sobre marketing digital

1 – Pobre do estagiário que faz tudo (e do mercado que é desvalorizado).

2 – Uso em excesso de expressões em inglês é uma tremenda babaquice.

3 – Mo meio do marketing digital tem muita gente mais deslumbrada com ferramentas do que preocupada com utilidade e resultados na prática.

4 – Cliente ansioso que fica ensebando para retornar briefings e aprovações de conteúdos é um saco.

5 – Não acredito em marketing digital baseado só em redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *