A culpa não é do estagiário, mas sim de quem o contrata

Padrão

Hoje, 18 de agosto, é o Dia do Estagiário. E o que isso tem a ver com o Primeiro Digital?

Tudo.

Primeiro, pelo folclore. É sempre o estagiário que leva a culpa pelos erros em títulos e chamadas que são publicados em portais, sites e redes sociais (mesmo que nem sejam eles os verdadeiros autores das pérolas).

E segundo, um motivo mais sério, pelo o que ocorre no mercado relacionado a conteúdo digital (englobando jornalismo, comunicação corporativa e marketing).

Basta ver os anúncios de “vagas de comunicação” que pipocam no Facebook. Muitas vagas para estagiários com remuneração baixa, mas com uma extensa lista de tarefas e responsabilidades que deveria ser de um profissional com mais experiência e maturidade.

Não sou contra a entrada de jovens no mercado. Mas o que está ocorrendo hoje é muito ruim para todos – novatos e veteranos. A opção pelo “super-estagiário” transmite, por parte de quem o contrata, uma visão errado do que seja o universo digital nos dias de hoje: a internet como uma coisa menor, que qualquer pode fazer e dar conta.

Vai nessa…

Estagiários podem surpreender e fazer um grande trabalho? Sim, eles podem. Mas o trabalho não é só o fazer. É apertar o parafuso, mas antes disso, saber qual parafuso, qual porca, qual chave de fenda usar. É pensar, o que exige mais do que conhecimentos acadêmicos, leituras de e-books, palavras de gurus.

Tem que ter vivência.

Não estou aqui nem pregando a defesa da legalidade, como no caso do estágio no jornalismo, que nem regulamentado é, para defender meu ponto de vista. Mas me refiro ao fato de que decisões importantes são tomadas sobre conteúdo e para isso é preciso ter mais do que boa vontade ou “formação 4ª fase”.  .

Estagiários têm sua importância e por isso têm seu lugar na estrutura de produção e gestão de conteúdo. Mas optar apenas por eles joga no lixo o real conceito de estágio – de complemento da formação – e resulta em um padrão equivocado de montagem de equipe. Uma pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *