Jornalistas por conta própria

Padrão

Reparou na quantidade de posts sobre empreendedorismo no jornalismo que publiquei aqui no Primeiro Digital nos últimos dias? Não, o blog não é sobre empreendedorismo. É sobre jornalismo digital. Mas se hoje a gente vê todas estas iniciativas empreendedoras encabeçadas por jornalistas, não tenho receio de afirmar que o motor deste movimento tem tudo a ver com a internet.

Quando comecei a me interessar por blogs, lá em 2001, sem saber nada de HTML e questões técnicas afins, tive como grande motivação a possibilidade de ter um canal de comunicação próprio. Isso acabou se consolidando com o Coluna Extra, oficialmente meu primeiro blog, que nasceu em maio de 2004 justamente para ser meu espaço extra, onde EU pudesse publicar o que bem entendesse.

A opção de migrar do meio revista para o meio digital, na época, tinha mais a ver com esta questão de interesses pessoais (música, cinema, internet…) que não tinha espaço para escrever a respeito no meu trabalho na época (editor de revistas na Editora Empreendedor). Obviamente, por respirar por mais de dez anos temas ligados ao empreendedorismo, manter o blog começou a ter também este outro propósito, do negócio próprio, do laboratório de testes de ideias a da vitrine profissional que me ajudou a traçar uma carreira com foco bem definido no meio digital desde então.

Em 2007, abri até uma comunidade no Orkut, batizada de Jornalistas por Conta Própria, justamente para reunir outros colegas de profissão com o mesmo interesse em empreender que eu tinha na época. Foram bons posts e exemplos compartilhados (ainda está no ar, mas com conteúdo reduzido). E abrir minha própria empresa em 2010, com foco em produção de conteúdo para internet – que tanto se fala hoje – foi parte do processo que nasceu com o Coluna Extra.

Por isso, agora que estou retomando meu lado “conta própria” e empolgado por tantos colegas tomando o caminho do empreendedorismo com ideias novas, criatividade e inovação, recomendo quem ainda está alheio a este movimento que comece a estudar também este “mapa”. Pode começar se inspirando nesta frase da pesquisadora Patrícia Gomes, em entrevista ao Primeiro Digital:

“O que une esses jornalistas empreendedores todos é a clareza de que tem alguma área no jornalismo que não está sendo bem coberta e que eles podem fazer diferente”.

Quer compartilhada ideias sobre empreendedorismo no jornalismo?

Faça parte do PD Labs no Facebook

Veja mais conteúdo sobre Empreendedorismo no Primeiro Digital

Você tem alguma informação ou comentário para acrescentar a este conteúdo?

Um comentário sobre “Jornalistas por conta própria

  1. Paulo Breiten

    Há mais de 10 anos venho lendo e pesquisando sobre esta relação jornalista X Internet, como diziam aqueles que visualizavam o caos, o fim do jornalismo. Basta aprofundar pouco a mais o olhar para enxergar que esta relação está mais para Jornalista & Internet. O campo está aberto, pode ser minado aqui ou ali, mas há muitos espaços seguros.

Deixe uma resposta