Múltiplos conteúdos ou conteúdos multiplicados?

Link


Por ALEXANDRE GONÇALVES

“A questão é que, por trás dessa aparente diversidade de informações disponíveis, muitas delas são paráfrases de matérias já publicadas nos portais mais acessados (e de maior credibilidade), ou até mesmo cópias explícitas de conteúdo – o que, inclusive, configura crime de violação de direitos autorais”.

Leia o artigo completo de Vítor Hugo dos Santos Anastácio no Observatório da Imprensa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *