A decisão de encerrar o impresso e ficar só no digital

Padrão

Circula hoje (26) a última edição impressa do The Independent, um dos  jornais nacionais da Inglaterra, que a partir de agora passa a existir somente na internet. Veja a última capa do jornal.

IMG_20160326_095535

No anúncio da decisão, em comunicado divulgado no dia 12 de fevereiro, o grupo proprietário do jornal diz que a motivação veio mais pelo crescimento da operação digital do que pelo fracasso do jornal papel. E esse é o ponto que considero importante analisar neste episódio. Não tem mimimi nem chororô.

Claro, o meio impresso passa por mudanças, enfrenta situações com as quais muitos veículos não souberam lidar, como o crescimento das redes sociais como fonte de renda e o modelo multiplaforma se perde na gestão capenga das equipes da redação e do comercial.

Mas quantos jornais, especialmente no Brasil, não poderiam seguir o mesmo caminho do The Independent? O valor da marca preservado e foco no produto que interessa: a informação e não a plataforma (o papel, no caso). 

Você tem alguma informação ou comentário para acrescentar a este conteúdo?