Floripa Centro: Site hiperlocal provoca ação do Ministério Público e pauta mídia tradicional

Padrão

por ALEXANDRE GONÇALVES

Uma reportagem do Floripa Centro, site hiperlocal e independente com foco em notícias e histórias da região central de Florianópolis, ganhou destaque nesta semana por trazer uma denúncia grave relacionada à pandemia do coronavírus: a medição da temperatura das pessoas na entrada de supermercados,shoppings e igrejas seria uma farsa.

Ou seja, a medição é feita, atendendo obrigação estalecida pela prefeitura, mas com termômetros não apresentando a temperatura correta.

“A maioria dos resultados aponta para uma temperatura abaixo da normal: em torno de 35º, embora a temperatura do corpo humano saudável fique entre 36,5º a 37º”, escreve o jornalista Billy Culleton, criador e editor do Floripa Centro, autor da reportagem, publicada na última segunda-feira (25). “Tecnicamente, uma pessoa está sofrendo hipotermia quando a temperatura corporal for menor que 35º e, nesse caso, deve procurar atendimento médico imediato”, explica.

A reportagem, que conferiu a medição da temperatura em nove estabelecimentos no Centro de Florianópolis, provocou reação do Ministério Público Federal. No dia 26 foi instaurada uma investigação para apurar possíveis irregularidades na medição causadas por falha técnica ou outro tipo problema nos termômetros utilizados.

Diz o MP:

Trata-se de notícia de fato instaurada de ofício para apurar notícia de irregularidades nos termômetros digitais utilizados na entrada de supermercados, igrejas e shoppings de Florianópolis, a partir de reportagem extraída do site floripacentro.com.br”.

Repercussão na mídia tradicional

O assunto levantado pelo Floripa Centro e a medida adotada pelo MP foram parar na mídia tradicional, mais precisamente no ND Mais, do Grupo ND (afiliado Record) e jornal Notícias do Dia. E mereceu até chamada no Facebook com menção à fonte – ótima prática.

O sucesso de um site independente não é medido pela menção que recebe em veículos de grandes grupos de mídia. Tem capacidade de ter vida própria e pode construir sua credibilidade e autoridade a partir do trabalho que realiza. Mas pautar a mídia tradicional é importante para tornar o site mais conhecido e, assim, atrair mais visitantes e, por consequência, gerar receitas para garantir sua viabilidade financeira, continuidade e crescimento.

Além disso, a reportagem do Floripa Centro, fruto de uma informação repassada por um leitor, reforça a relevância e o potencial dos sites com foco hiperlocal. A abrangência bem definida permite um recorte que ajuda na produção sem prejudicar o impacto da reportagem produzida, muito pelo contrário.

Ajuda, como mostra esta sobre os termômetros, a dar ainda mais valor para o que foi produzido. Trata de um aspecto relevante no combate ao coronavírus levando em conta o que ocorre não em um, mas em nove estabelecimentos localizados no Centro, uma das áreas de maior movimentação de pessoas na capital catarinense.

Chama ou não chama a atenção? Causa ou não causa espanto? Leia as reportagens do Floripa Centro para conferir:

A farsa dos termômetros digitais usados na entrada de supermercados, shoppings e igrejas no Centro

Após denúncia do Floripa Centro – Ministério Público de SC investiga eficácia dos termômetros usados em mercados


Sobre o Floripa Centro leia também:

Da ideia para o negócio: O desafio do jornalista que quer empreender

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *