Um mercado para jornalistas, mas vamos com calma

Padrão

Nos últimos dias, conversando com três colegas, em diferentes ocasiões, ouvi a mesma coisa deles, que trabalham com assessoria de imprensa e marketing digital: o mercado de Inbound Marketing está em busca de jornalistas para a produção de conteúdo e agora o perfil não é mais o recém-formado. A ideia é atrair profissionais mais “cascudos” (expressão usada por um dos meus colegas), certamente com mais vivência e background para produzir conteúdos em série para um mesmo cliente.

Continue lendo

Do “Alex Informa” ao RD Summit 2016: o jornalista como profissional da informação

Padrão

Lá pelos anos 1999, 2000, eu já estava no mercado de trabalho, com dois empregos – revista de economia e negócios e assessoria de imprensa na área de educação – e isso estava me cansando não só pela dupla jornada, mas pela falta de perspectiva profissional. Resolvi ir estudar marketing, pensando em ampliar o horizonte fora do jornalismo. Encontrei um curso numa faculdade aqui da região e me inscrevi. Aulas aos sábados durante quase 2 anos. Marketing digital? Não, “marketing de raiz”, Kotler na veia.

Continue lendo

O jornalista fora da redação

Padrão

 

Mexendo aqui na estante de casa abri o livro do meu amigo Maurício Oliveira, o Manual do Frila, de 2010, que tem essa minha frase que está destacada na imagem acima. E curioso que hoje tem esse mercado de produção de conteúdo (no marketing digital, por exemplo) meio que confirmando o que disse para o Maurício, essa “pivotada” do trabalho fora das redações/veículos e não tendo a assessoria de imprensa como única opção.

 

 

Do @BlueBus: A economia dos ad blockers

Link

De Marcelo Coutinho, no BlueBus:

O modelo tradicional de produçãao de conteúdo (jornalístico e publicitário) será muito mais centralizado na profundidade do relacionamento do que na sua amplitude. Frequência, e não alcance, passa a ser a “mãe de todas as medidas” do ponto de vista do retorno do investimento.

Leia o texto completo no BlueBus.

Onde está o furo?

Padrão

Num dia você lê notícias sobre demissões e projetos encerrados no segmento de jornalismo digital. No outro, índices mostrando crescimento na circulação dos jornais com forte participação do digital.

Veja a seção Links recomendados

Dá um nó na cabeça, não? É certo que viveremos eternamente nesta montanha-russa, mas dá para equilibrar as coisas desde que se estabeleça um modelo de negócio sob medida para o produto digital e que se tenha uma metodologia de trabalho clara e bem definida para ser abraçada por todos os setores da empresa.

Continue lendo