Criando podcast: Quebrando o gelo da primeira gravação

Padrão

por ALEXANDRE GONÇALVES

Ontem (24), fiz a primeira gravação do podcast que pretendo lançar nos próximos dias. É diferente do Link na Veia que produzi para o curso de produção de áudio dois meses atrás (ouça no Spotify para conhecer).

A proposta agora é outra. Será meu podcast prioritário, divulgado aqui no Primeiro Digital e em endereço próprio. Terá uma linha editorial bem definida e flexibilidade em termos de formato (vou compartilhar minhas ideias, temas de cursos e palestras, mas também pretendo gravar bate-papos, entrevistas, notícias, reportagens, coberturas, comentários e, eventualmente, versões em áudio de textos já publicados).

Esta primeira gravação foi especial pra mim. O episódio é temático e sou eu comigo mesmo. E foi importante para quebrar o gelo e a ansiedade diante do microfone ainda mais que as condições de gravação são diferentes e melhores na comparação com o piloto que produzi para o curso. Investi num gravador digital profissional, uma garantia para um podcast com áudio de ótima qualidade. Ou seja, aumentou a responsabilidade pra cima do conteúdo.

Bem antes de apertar o Rec fiquei pensando nos temas, nos tópicos, mas principalmente na rotina para as gravações. Me guiei muito pelo método que uso nos cursos e palestras que ministro. Faço sempre um roteiro com tópicos que ajudam a encadear aquilo que quero falar sobre cada um. No caso da gravação, organizei as ideias num mapa mental (novax, vão dizer meus amigos) e fluiu.

Fiz duas ou três tentativas antes de gravar o take que valeu. A gravação 001 não está perfeita, obviamente, e este nem é o objetivo. Quero falar e tratar de temas que gosto de forma mais natural possível, mantendo o tom de conversa, falando com as mãos (ou com caneta na mão fazendo meus rabiscos) e deixando rolar cacoetes e alguns vícios de linguagem na base do que “quem sabe faz ao vivo”.

Vou fazer algumas correções, claro, e dar um brilho na edição com trilhas e vinhetas, eliminando alguma imprecisão, para um produto final redondo, agradável e, principalmente, compreensível dentro da proposta de compartilhar ideias.

Mas também quero compartilhar a evolução na construção de um podcast contando aqui no Primeiro Digital como está sendo a experiência. Quero produzir um episódio melhor que o outro, ser um LOC melhor, aprender a cada nova gravação, ficar craque na edição e assim expandir o horizonte para o desenvolvimento de mais projetos em formato de podcasts.

Tá me ouvindo? 🎧

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *