Reportagem de O Globo destaca “a era de ouro dos podcasts”

Padrão

Reportagem publicada no domingo (21) destaca o interesse que os podcasts estão despertando no meio digital. O próprio Grupo Globo tem investido no formato, como destacado no #MapaMental número 8,  bem como a Folha de S.Paulo com seu Café da Manhã, disponível em plataformas como o Spotify, que também reúne produções independentes, como o Boa Noite Internet, ou que nascem em produtoras de conteúdo, como o Esquizofrenoias.

Destaco a seguir alguns trechos da reportagem A era de ouro dos podcasts: entenda o boom dos programas de áudio on-line (o conteúdo completo está disponível para assinantes).

🎙️ Segundo o Spotify, de abril de 2017 a abril de 2018, o número médio de ouvintes no mundo inteiro de podcast diários na plataforma cresceu 330%.

🎙️ Dois terços dos americanos escutam podcasts pelo menos ocasionalmente, com 23% deles ouvindo mais de uma vez por semana, segundo pesquisa da CBN News.

🎙️ O Spotify estima que em breve 20% de todo consumo de áudio da plataforma será conteúdo não musical.

🎙️ A plataforma Deezer estima um aumento de 40% no consumo de podcasts no último ano entre os usuários brasileiros.

🎙️ A democratização do acesso a smartphones, a melhora da qualidade de conexão na rede celular e o surgimento de plataformas de streaming ampliam o potencial de crescimento na produção e o número de ouvintes.

🎙️ Quando começamos em 2006, era uma coisa nichada. A pessoa tinha que saber o que era um feed, baixar um arquivo e botar no tocador dela. O 4G abriu para um público maior. E, de 2018 para 2019, o que mudou foi a consciência do mercado. O podcast passou a ser visto como um formato de mídia, o que faz com que mais marcas invistam.

(Carlos Merigo, da B9 e dos podcasts BrainCast e Mamilos)

🎙️ Segundo pesquisa da Associação Brasileira de Podcasters (ABPod) em parceria com a rádio CBN , em 2018 79% dos ouvintes de podcast no Brasil fazem esse consumo durante trajetos de locomoção, e 68% durante a realização de tarefas domésticas.

🎙️ No Brasil e no mundo, o tipo de podcast mais comum é como um bate-papo: um grupo de amigos ou debatedores conversam em torno de algum tema comum, de política e futebol a games e cultura pop. investigativa virou o podcast mais popular no mundo.

Leia a reportagem completa em O Globo.

E responda nos comentários: Você acompanha algum podcast? Acredita no potencial e no crescimento do formato?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.