#Migrei: “Foi uma decisão pensada já que queria começar a trilhar meu caminho no marketing digital”

Padrão

Como já destacado no Primeiro Digital, a produção de conteúdo para marketing digital é um mercado que se abriu e parece crescer ainda mais para jornalistas. Não é uma migração automática porque exige conhecimentos específicos e uma compreensão de como as coisas funcionam na execução das tarefas e na própria relação com quem contrata.

Na observação deste movimento e por também fazer parte dele (é parte do menu da “plataforma do Alexandre”), começo uma série de entrevistas com jornalistas que trocaram a prática jornalística pelo trabalho com marketing digital. Migrei começa com a participação de Bruno Volpato, um dos criadores do site de humor Laranjas e que fez parte da equipe que eu montei para o projeto de internet RIC Mais, do Grupo RIC, em Santa Catarina.

Bruno, um editor de talento, sempre atento para tudo o que acontece ao seu redor numa redação (fez grandes contribuições sobre rotinas, uso de redes sociais, relacionamento com outros veículos…), é hoje do time da Resultados Digitais (Nota do Editor: Na foto, Bruno, de azul, entrevista o consultor Rafael Rez, autor do principal livro sobre marketing de conteúdo lançado no Brasil).

Com sede em Florianópolis, a RD domina o mercado de marketing digital no Brasil com seu software RD Station e como promotora de eventos como o RD On the Road e, principalmente, o RD Summit, que ajudam a propagar as práticas do marketing digital e acabam contribuindo também para a maior demanda por profissionais capacitados para produzir conteúdo para blogs, e-mails e redes sociais (Nota do Editor: Fale com o Bruno que ele explica mais sobre a edição 2018 do RD Summit, que mais uma vez terá três dias e será realizado em Florianópolis).

Na RD, Bruno é produtor de conteúdo, produzindo para o blog da empresa. E na entrevista abaixo, ele compartilha como ocorreu a migração para o marketing digital e, a partir de sua experiência, conta o que um jornalista precisa saber se decide fazer o mesmo caminho que ele.

Leia a entrevista.

Continue lendo