BuzzFeed, jornalismo e internet: assista entrevista com a editora @manubarem

Padrão

Os desafios do BuzzFeed no Brasil, com investimento em conteúdos além dos memes engraçadinhos, é um dos assuntos da entrevista concedida por Manuela Barem, editora-chefe do site, à jornalista Marília Gabriela. Manuela também fala sobre sua trajetória profissional até chegar ao BuzzFeed e destaca algumas tendências do jornalismo na internet.

Assista.

A entrevista é parte do canal de Marília Gabriela no YouTube.

 

Livros apresentam duas faces do jornalismo que prospera na internet, por @mauriciostycer

Link

O jornalista Maurício Stycer publicou em seu blog no UOL post destacando o lançamento dos livros “58 Listas – 33 úteis & 25 nem tão úteis assim” (Paralela, 192 págs., R$ 29,90) e  “Sensacionalista – isento de verdade” (Belas Letras, 192 págs., R$ 29,90), que tem em comum o fato de terem como origem dois sites de sucesso: o BuzzFeed e o Sensacionalista, respectivamente.

Escreve Stycer:

O jornalismo, nas últimas duas décadas, está vivendo a transição (dolorosa, diga-se) do impresso para a internet. Dois livros recém-lançados buscam mostrar, para quem ainda não conhece, duas experiências que encontraram na rede digital o espaço perfeito para florescer.

(…)

Os livros do BuzzFeed e do Sensacionalista funcionam como uma espécie de convite a leitores que ainda não os conhecem ou não abraçaram a internet. Será que existem? O site de humor não deixa de fazer piada na própria capa com este aparente paradoxo: “Pagar por livro que está na internet é sinal de genialidade, dizem especialistas”.

Leia o post completo no blog do Maurício Stycer.

Documento interno revela saúde financeira do BuzzFeed

Link

Alvo de investimento da NBC, o BuzzFeed teve informações financeiras relevadas em um documento obtido pelo site Gawker. Entre as informações que constam no documento, está a de que a receita do BuzzFeed triplicou entre 2012 e 2013, e que chegou a US$ 46 milhões no primeiro semestre de 2014.

Um dado interessante apontado pelo Gawker é que o site dobrou o investimento em editorial. Outra informação demonstrada no documento é que o BuzzFeed paga milhões de dólares para sites como o Facebook para impulsionar campanhas publicitárias de seus clientes.

Leia o conteúdo completo com números e análises no site Gawer.

Untitled