Gazeta do Povo: A última capa e o início de um novo modelo de negócio

Padrão

Esta é a última edição da Gazeta do Povo impressa em papel jornal, entregue diariamente no endereço de dezenas de milhares de assinantes e em bancas da grande Curitiba e de cidades do interior e do litoral do Paraná. A partir de amanhã, dia 1º de junho de 2017, a Gazeta passará a circular exclusivamente em suas plataformas digitais, no endereço gazetadopovo.com.br na internet e em seu aplicativo para smartphones e tablets, e também numa edição semanal, impressa em papel de alta qualidade. Com a mudança, o jornal, que já se estruturava como um veículo com foco no ambiente digital, passa a executar a estratégia mobile first, em que a produção de seu conteúdo se dirige, prioritariamente, a dispositivos móveis.

Este é o trecho que abre o texto publicado na edição desta quarta-feira (31) e que marca o fim da edição impressa da Gazeta do Povo, de Curitiba, um dos principais jornais do país. E que amanhã passa a viver uma nova era, um novo modelo de negócio e que poderá inspirar muitos outros veículos que buscam um caminho para a sustentabilidade do negócio.

Continue lendo

Mais detalhes sobre as mudanças na Gazeta do Povo

Padrão

No final deste mês de maio, a Gazeta do Povo, de Curitiba e um dos mais importantes jornais do Brasil, deixa de circular no formato impresso. Existirá somente no digital, em um projeto ousado que está chamando a atenção de jornalistas e donos de veículos. Ontem (16), o diretor de Redação da Gazeta do Povo, Leonardo Mendes Júnior, participou do webinar Exclusiva e na palma da mão: a nova Gazeta do Povo , promovido pelo programa de qualificação da ANJ (Associação Nacional de Jornais).

Continue lendo

Todos de olho na Gazeta do Povo

Padrão

Em evento realizado em Curitiba na última quinta-feira (6), o GRPCom anunciou oficialmente as mudanças que irá fazer no jornal Gazeta do Povo, o mais importante do Paraná e um dos principais diários do país. Entre as mudanças, a mais radical: o fim da edição impressa com o foco no digital, principalmente no mobile. Não é a primeira vez que um jornal toma uma decisão deste tipo. Lá fora e aqui no Brasil jornais já encerraram suas versões impressas para ficar só na internet. Mas chama a atenção desta vez o fato de ser um jornal com as tradições da Gazeta.

Continue lendo