Confira o site da pesquisa sobre como nascem e evoluem as iniciativas digitais de jornalistas no Brasil

Link

Já está no ar o site da pesquisa Empreendimentos do Jornalismo digital brasileiro, iniciativa do jornalista Sérgio Lüdtke, coordenador do Master em Comunicação e Mídias Digitais do Instituto Internacional de Ciências Sociais – IICS.

No site, além de todas as informações sobre a pesquisa, que tem o objetivo de “verificar o estado do empreendedorismo digital no jornalismo brasileiro e identificar padrões na criação e evolução das iniciativas nessa área”, já estão reunidos também depoimentos de colegas jornalistas que já empreendem na internet, como Bora.ai e Mural.

O site conta ainda com uma área para indicação de cases. Segundo site, os dados serão coletados até o dia 16 de outubro próximo e os resultados divulgados a partir de novembro. Lüdtke espera reunir dados de 150 empreendimentos.

Acesse:

www.interatores.com.br

Sobre empreendededorismo no jornalismo

A Folha de S.Paulo publicou sábado (12) uma reportagem especial sobre iniciativas empreendedoras no jornalismo brasileiro. Microempresas jornalísticas surgem, mas modelo de negócios é desafio cita e analisa cases, aponta tendências e discute o modelo de negócio para viabilização dos produtos e serviços digitais empreendidos por jornalistas.

Confira no site da Folha S.Paulo (para assinantes)

Veja também:

“Diversificar as fontes de renda é uma necessidade e tem que ser considerada desde o início”, diz pesquisadora

Vote na enquete

Você é jornalista e é dono do próprio negócio na área de comunicação?

Veja resultados

Carregando ... Carregando ...

Mensagem para quem empreende em jornalismo digital

Padrão

Da página do Master em Jornalismo do IICS no Facebook:

O jornalista Sérgio Lüdtke, coordenador do Master em Jornalismo Digital, está iniciando uma pesquisa sobre as iniciativas em jornalismo digital no Brasil. O foco é mapear as iniciativas, reunir informações sobre o ambiente mercadológico e identificar as práticas adotadas por empreendimentos em jornalismo digital fora das organizações tradicionais de mídia.

Sérgio pretende reunir informações de no mínimo 150 iniciativas. Para isso, está listando empreendimentos (individuais ou coletivos) que possam participar do projeto. As sugestões podem ser enviadas para ele no sergio.ludtke@gmail.com. O resultado da pesquisa será publicado ainda este ano, em um site que será criado para este fim.

sxc

“O campo está aberto, pode ser minado aqui ou ali, mas há muitos espaços seguros”

Padrão

“Há mais de 10 anos venho lendo e pesquisando sobre esta relação jornalista X Internet, como diziam aqueles que visualizavam o caos, o fim do jornalismo. Basta aprofundar pouco a mais o olhar para enxergar que esta relação está mais para Jornalista & Internet. O campo está aberto, pode ser minado aqui ou ali, mas há muitos espaços seguros.”

Comentário de Paulo Breiten no post Jornalistas por conta própria

Jornalistas por conta própria

Padrão

Reparou na quantidade de posts sobre empreendedorismo no jornalismo que publiquei aqui no Primeiro Digital nos últimos dias? Não, o blog não é sobre empreendedorismo. É sobre jornalismo digital. Mas se hoje a gente vê todas estas iniciativas empreendedoras encabeçadas por jornalistas, não tenho receio de afirmar que o motor deste movimento tem tudo a ver com a internet.

Continue lendo

“Diversificar as fontes de renda é uma necessidade e tem que ser considerada desde o início”, diz pesquisadora

Padrão

A jornalista Patrícia Gomes passou os últimos meses estudando modelos de negócio no jornalismo no Brasil e o resultado é um documento – disponível no Medium, em inglês – que apresenta cases que ajudam a apontar caminhos para quem quer empreender na área. O estudo “Novos modelos de negócios para o jornalismo – como dez organizações brasileiras estão fazendo dinheiro – ou tentando” foi apresentado por ela como trabalho de mestrado em Liderança e Estratégia de Mídia, pela Medill School of Journalism da Northwestern University, em Chicago (EUA).

Os dez negócios analisados pela jornalista foram: BrioJOTAEscola de DadosCatraca Livre, Papo de Homem, Ponte, Mural,  J++InfoAmazônia e Porvir. Nesta entrevista exclusiva ao Primeiro Digital, com base nos cases estudados por ela, Patrícia analisa o empreendedorismo no jornalismo e também o perfil do jornalista empreendedor. “O perfil varia bastante em idade, anos de experiência e até na questão socioeconômica”, diz a pesquisadora. “O que une esses profissionais todos é a clareza de que tem alguma área no jornalismo que não está sendo bem coberta e que eles podem fazer diferente”.

Continue lendo

Oportunidade para jornalistas empreendedores ou que desejam empreender

Padrão

O Master em Jornalismo Digital, do IICS, um dos principais cursos na área do Brasil, abriu uma programa de bolsas voltado para jornalistas que sejam empreendedores na comunicação digital. São duas bolsas oferecidas.

Uma será para jornalista que já tenha um negócio na área digital com foco em jornalismo desde janeiro de 2012. A outra bolsa é para jornalista que tenha uma ideia que possa sair do papel com a ajuda ou o impulso dos conhecimentos adquiridos no curso.

Para concorrer, os interessados devem preencher e enviar o formulário de inscrição até o próximo dia 5 de junho. Os ganhadores das bolsas serão divulgados no dia 10.

Todas as informações sobre as bolas estão no site do IICS. 

Ótima iniciativa do Master e que certamente fará a diferença na formação dos jornalistas que já são empreendedores ou que desejam empreender. No curso do ano passado, em mais de uma oportunidades, especialmente no último módulo, professores como Adriana Garcia Martinez (veja Orbital Media no Facebook) e Hugo Pardo (veja Outliers School) apontaram caminhos interessantes para o desenvolvimento de ideias que possam gerar negócios próprios no jornalismo (o Primeiro Digital é fruto da motivação e dos insights das aulas, um primeiro passo – literalmente – na direção de outras iniciativas que pretendo empreender no segmento digital).

Saiba mais sobre o Máster em Jornalismo Digital


Já conferiu a página Para Contratar?

“É na internet que estão as pessoas hoje. É para a rede que os negócios caminham” (@garyvee)

Padrão

A frase usada como título deste post é de Gary Vaynerchuk, autor de “Vai fundo!”, livro onde ele conta sua trajetória como empreendedor no mercado de bebidas nos Estados Unidos. As ideias e estratégias adotadas (e compartilhadas) por Gary são inspiradoras para quem quer empreender na internet usando com maestria as ferramentas digitais disponíveis.

Gary conta, por exemplo, como se deu a criação do vlog Wine Library, onde ele analisa vinhos em tom descontraído e sem grandes preocupações técnicas – e isso é a garantia do sucesso do canal ainda hoje. “Neste livro, explico, etapa por etapa, como usar todas as ferramentas de rede social disponíveis na internet para você ir à luta por aquilo que mais gosta – a atividade à qual, se pudesse, dedicaria cada minuto, o assunto sobre o qual não consegue deixar de falar, o produto que gostaria de colocar nas mãos de todo mundo”, escreve Gary.

No livro, ele destaca a importância de construir uma marca pessoal, elaborar um conteúdo de qualidade e escolher a melhor plataforma. E quando do lançamento do livro no Brasil, em 2010, a editora Agir (Grupo Ediouro) divulgou um vídeo onde Gary saúda os leitores brasileiros e fala do que trata “Vai fundo!”. Assista.

Compre “Vai fundo!” na Livraria Cultura (disponível na versão digital).


Já conferiu a página Para Contratar?