Críticas ao UOL indicam que ainda há interesse de leitores pelas capas de portais?

Padrão

As críticas ao UOL que estão circulando no Facebook pela troca do texto da manchete sobre depoimentos na CPI da Petrobrás faz acreditar que ainda tem quem entre em capas de portais e valorize o que está sendo chamado lá – ao contrário do que se discute nos últimos dias desde as mudanças anunciadas pelo Terra.

No caso do UOL, sim, houve uma mudança na manchete que aparentemente não se justifica do ponto de vista técnico. Você troca de manchete se a construção está estranha ou se o espaço não é suficiente para replicar o título da reportagem – o que não foi o caso. No link da reportagem o título é “Delatores Youssef e Costa mencionam repasse de propina a Guerra e Aécio” e a URL tem “líderes tucanos” no lugar de Guerra e Aécio (youssef-e-costa-confirmam-repasses-a-lideres-tucanos).

Será que as críticas mostram que realmente há um interesse pelas páginas iniciais de portais? O Terra errou na sua avaliação?

Vote na enquete:

Você considera o modelo de portal esgotado?

Veja resultados

Carregando ... Carregando ...

11951133_1192433704104186_880943317443393974_n

Sobre o modelo de portais, leia:

Em menos de um ano, Terra muda foco e adota novo modelo

Terra reestrutura negócio com corte de 80% da redação e fechamento de sucursais

O modelo dos portais se esgotou?

O caso da “professora transgênica” do g1

Link

Um redator do g1 São Paulo trocou “professora transgênera” por “professora transgênica” em uma manchete no fim de semana. “Quem não achou graça foi uma outra professora, também transgênera, que mais tarde respondeu ao g1 no Twitter”, escreve o pessoal do BlueBus na nota A internet e o direito imediato de resposta – o caso da “professora transgênica” do g1.

Leia a nota completa no BlueBus.

Screenshot_19

De carona com a tragédia

Padrão

Não bastasse a cobertura além da conta na TV, a morte do cantor Cristiano Araújo levanta uma outra questão: há limites para a produção de conteúdo relacionado a uma tragédia como a morte de um artista? Ou tudo bem o site do AutoEsporte, programa sobre veículos da TV Globo, produzir uma reportagem na linha “conheça o carro do cantor Cristiano Araújo”?

Está no site.

Range Rover Sport: saiba mais sobre o carro do cantor Cristiano Araújo

IMG_20150624_213446

Como editor, acredito que a informar as características do carro envolvido em um acidente seja relevante, mas não faria um tratado como fez o AutoEsporte. Faria algo mais resumido.

E você?

Deixe sua opinião.

 

“Manchetes para encher o ego”, a nova seção do Primeiro Digital

Padrão

Esta é a nova seção do Primeiro Digital: “Manchetes para encher o ego” vai reunir exemplos daquele momento especial do jornalismo digital em que a não-notícia é a protagonista, tendo algum famoso ou subcelebridade como coadjuvante.

A procura será por exemplos no nível dos clássicos “José Abreu se espreguiça em aeroporto”, “Grazi Massafera deixa academia com celular na mão” ou “Caetano Veloso estaciona carro no Leblon nesta quinta-feira”. É para rir, mas também para lamentar…Ou, pelo menos, refletir sobre o que se faz e o que se consome na internet.

Em tempo: o Ego está citado no nome da seção, mas a prática da não-notícia não é mais privilégio só dos sites “especializados” em fofocas e “fuxicos”.

Conto com a colaboração dos colegas para que enviem sugestões (com os respectivos links) para alexandre@primeirodigital.com.br ou publiquem na área de comentários deste post.

Envie suas sugestões.

Veja também:

7 cuidados básicos quando o assunto é conteúdo digital

Já conferiu a página Para Contratar?

Cuidados básicos quando o assunto é conteúdo digital: Títulos

Padrão

Não torça o nariz quando ouvir que você precisa escrever também para o Google. É a regra do jogo. Ainda mais em sites que sejam vinculados a veículos de outras mídias. Títulos na internet têm características específicas e precisam ser atraentes, mas também muitas vezes autoexplicativos com informações que ajudem o leitor a se situar sobre o assunto em questão. É quase um lead de uma frase.

Continue lendo