A melhor manchete sobre as eleições presidenciais dos Estados Unidos

Padrão

por ALEXANDRE GONÇALVES

Assim que as emissoras de TV, como a CNN (foto acima), confirmaram a vitória de Joe Biden sobre Donald Trump nas eleições dos Estados Unidos, a notícia tomou conta das redes sociais e os principais sites do mundo trataram de estampar a conquista democrata em suas capas.

E já não era sem tempo. O dedo nervoso dos editores já devia estar com câimbra tamanha a ansiedade pelo resultado final do arrastado processo de apuração dos votos.

Por isso, mesmo que a manchete “Biden eleito” tenha sido a mais importante e a mais esperada por muitos (lá e cá), a melhor home page dessas eleições não foi publicada sábado (7), mas sim na sexta-feira (6).

Foi no site da CNN internacional e traz um momento de sinceridade sobre o quanto a espera por uma definição da eleição estava deixando todos – público e redação – loucos, mas não menos interessados no assunto.

A manchete “O mundo espera” veio acompanhada por um subtítulo que dizia que “a eleição pode estar nos deixando loucos, mas as avaliações e o tráfego massivos mostram que ninguém vai embora”.

O texto destaca os recordes de audiência alcançados pelo site no decorrer da semana por causa da demora na apuração dos votos, citando também o desempenho de TV concorrentes e dos principais jornais norte-americanos.

Leia o texto completo.

Letras garrafais

Com a vitória do democrata matematicamente confirmada, o site da CNN foi direto ao ponto, em letras garrafais: BIDEN VENCE.

Vitória de Biden nas manchetes

O site Poynter fez uma compilação das capas dos principais sites de notícias dos Estados Unidos logo após o anúncio da vitória de Joe Biden. Confira.

Veja todas as capas selecionadas pelo Poynter.


Sobre as eleições dos Estados Unidos

Importante destacar que as eleições dos Estados Unidos aconteceram no Twitter e em nenhuma outra rede social. De cabo a rabo. Na reta final, especialmente, se tornou a principal fonte de informação também para outras mídias.

E além dos tweets raivosos e mentirosos de Trump (sinalizados pelo Twitter, inclusive) e saudações a Biden publicadas por líderes norte-americanos e mundiais, até a atualização da bio do presidente-eleito virou notícia na TV. Ponto para o Twitter.


A pauta do post veio do tweet de Luís Felipe Santos (@lf_ds)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *