O Papa é pop, mas nem tanto

Padrão

Leio no Blue Bus que veículos como CNN, Yahoo e New York Daily News, entre outros, publicaram nesta segunda-feira (14) como sendo verdadeira aquela que seria a primeira selfie do Papa Francisco em sua conta no Instagram. A foto, na verdade, era um print de uma outra imagem do Papa e a conta na rede social de fotos não tem nada a ver com o Vaticano (olha o nome do perfil @vatican__; dá pra desconfiar, não?). E pelo número de curtidas e comentários, não foram só os veículos que cometeram o pecado da não verificação…

selfie_papa_francisco_falsa

O caso da “professora transgênica” do g1

Link

Um redator do g1 São Paulo trocou “professora transgênera” por “professora transgênica” em uma manchete no fim de semana. “Quem não achou graça foi uma outra professora, também transgênera, que mais tarde respondeu ao g1 no Twitter”, escreve o pessoal do BlueBus na nota A internet e o direito imediato de resposta – o caso da “professora transgênica” do g1.

Leia a nota completa no BlueBus.

Screenshot_19

Rede social provoca rachaduras?

Padrão

Aconteceu mais uma vez: uma foto antiga, com legenda equivocada, publicada em rede social (no caso, o Facebook) se espalha rapidamente e induz muitos usuários ao erro.

A foto em questão é de uma ponte com uma rachadura e que foi publicada no Facebook como sendo da Ponte Colombo Salles, de Florianópolis. Não dá para saber se foi por má fé ou por ignorância. Mas o fato é que as pontes da Capital catarinense que ligam a Ilha de Santa Catarina ao Continente enfrentam problemas de manutenção a ponto de até ser compreensível que o pessoal acreditasse e espalhasse a imagem.

Uma busca no Google Imagens tira qualquer dúvida: a foto não é da Colombo Salles, mas sim da Rio-Niterói, publicada em uma reportagem no site do jornal Extra em 10 de abril de 2014 (Rachadura na Ponte Rio-Niterói é necessária, afirma concessionária que administra a via). E ao que parece, a confusão começou por uma usuário do Rio de Janeiro que publicou ontem a fonte do Extra na sua timeline.

Leia a reportagem do Extra.

capaextra

Em tempo: nenhum site de notícia de Florianópolis caiu na armadilha. E o colunista do Diário Catarinense, Rafael Martini, foi o primeiro a “tranquilizar” a população (incluindo este blogueiro que passa pelas pontes diariamente 🙂).

Leia no blog do Visor.

Leitura recomendada:

Manual de Verificação