Jornalismo de dados: Reportagem revela gastos com diárias de deputados catarinenses

Padrão

O jornalista Hyuri Potter, do Diário Catarinense, assina na edição desta terça-feira (9), reportagem especial baseada em dados que mostra que os 40 deputados estaduais de Santa Catarina e 2 mil servidores da Assembleia Legislativa gastaram mais do que a Câmara e o Senado juntos em 2016. O trabalho é de fôlego e um dos mais completos em termos de jornalismo de dados já feito na imprensa catarinense. E rendeu um especial no site do DC onde os dados são detalhados e todo o processo de coleta devidamente explicado.

Para acessar as informações sobre cada diária cadastrada no Portal da Transparência da Alesc é preciso escolher o ano e mês de referência, em seguida acessar o nome de cada um dos servidores e deputados. Essa repetição para 10 anos, sendo 12 meses por ano, e cerca de 2 mil pessoas, daria a seguinte conta matemática: 10 x 12 x 2.000 = 240.000. O resultado da multiplicação representa o número de vezes que seria preciso clicar na página para verificar se há uma viagem para determinado mês e se o servidor viajou naquele período. Ou seja, um trabalho de meses.

A outra opção para obter o mesmo resultado foi utilizar códigos de programação, conhecidos como robôs, capazes de fazer essa organização em poucos minutos. Com a colaboração de Marco Túlio Pires, ex-coordenador da Escola de Dados e que hoje lidera o Google News Lab na América Latina, e do analista de sistemas Rodrigo Brabo, dados públicos foram organizados para a análise desta reportagem.

Sobre a forma como a reportagem foi produzida, publico o comentário do jornalista Lúcio Lambranho, do Farol Reportagem, iniciativa independente e pioneira na produção de reportagens a partir de dados públicos.

Escreveu o Lúcio:

“O uso da tecnologia em uma reportagem é algo raro no jornalismo catarinense. Por este motivo e por ser uma ação igualmente rara de fiscalização dos Poderes neste estado, recomendo a leitura, que incluiu uma apuração, própria e sem estar vinculada a qualquer investigação oficial, do colega Hyury Potter.”

Acesse a reportagem no endereço clic.sc/gastos_alesc

Você tem alguma informação ou comentário para acrescentar a este conteúdo?